Neurociência e inteligência ética estão transformando o cenário do mercado e da economia

Imprimir Envie para um amigo
Neurociência e inteligência ética estão transformando o cenário do mercado e da economia

Tema foi debatido durante palestra com professora doutora Regina Migliori, na noite desta terça-feira (21)

Especialistas de todo o mundo apontam que a Neurociência – conjunto de conhecimentos que se referem aos sistema nervoso – está interferindo, de forma positiva, na transformação do cenário do mercado, da economia e das profissões. Ela tem apontado para posturas mais criativas e proativas, o que vem impulsionando as mudanças de comportamento para enfrentar os desafios da atualidade.

O tema, em alta em todas as partes do mundo, foi debatido durante uma palestra, na noite desta terça-feira (21), com a professora doutora em Epistemologia e História da Ciência, Regina Migliori, realizada no auditório da Faculdade de Negócios de Alagoas, conveniada à Fundação Getulio Vargas (FAN/FGV).

“No cenário atual em que as organizações e os negócios estão vivenciando hoje temos um novo conjunto de desafios que é desenvolver o potencial humano, por meio da inteligência e das competências, pensar ações criativas que geram outros tipos de impactos e rever as responsabilidades pessoais e coletivas”, enfatizou Regina Migliori, ao citar que as empresas devem se centrar em encontrar novas maneiras de lidar com estes desafios e encontrar soluções benéficas para a sociedade.

Migliori explica que os conhecimentos adquiridos com novas tecnologias pode ser usado nas empresas para melhorar o ambiente de trabalho, para trabalhar liderança, gestão, cultura e até inovação. “O pilar essencial do estudo da neurociência é a ampliação do autoconhecimento. Precisamos saber lidar com o que a gente sabe, sente e faz. Desta forma podemos lidar com os processos de transformação com ações criativas e não só com ações reativas e preventivas, o que vai possibilitar a verdadeira mudança de modelos de negócios”.

Para a diretora geral da FAN, Graciela Minuzzi, o tema é de fundamental importância para o desenvolvimento de novos modelos de negócios. “A nossa instituição está sempre aberta a debates como este, que gera conhecimento atualizado sobre o que há de mais moderno para a evolução e o desenvolvimento sustentável das empresas alagoanas”, disse.

Comentários