Relatório de Comissão do Senado sobre reformas microeconômicas usa estudo do FGV IBRE como base

Imprimir Envie para um amigo
Por Portal FGV em 14/12/2017
Relatório de Comissão do Senado sobre reformas microeconômicas usa estudo do FGV IBRE como base

Algumas conclusões do livro Anatomia da Produtividade no Brasil serviram de base para o relatório do grupo de trabalho da Comissão de Assuntos Econômicos do Senado (CAE) sobre reformas microeconômicas, aprovado essa semana pela Comissão. A obra, editada pelo Instituto Brasileiro de Economia (FGV IBRE), foi lançada neste ano.

O relatório, ao analisar o crescimento do país e sinalizar a necessidade de reformas microeconômicas, cita o baixo avanço da produtividade no Brasil, tema central do livro do FGV IBRE organizado por Regis Bonelli, Fernando Veloso e Armando Castelar, como um dos fatores que afetam, de forma significativa, a atividade econômica.

Dentre alguns pontos ressaltados no relatório destacam-se, em particular, a falta de convergência para a produtividade das economias avançadas, a baixa produtividade em todos os setores, a elevada proporção de empresas de baixa produtividade e a alocação de mão-de-obra em atividades com menor capacidade de converter capital humano em produtividade. Temas, esses, que fazem parte de algumas conclusões do livro Anatomia da Produtividade no Brasil.

As proposições do relatório seguiram para o Senado Federal, onde deverão ser votadas em breve.

Fonte: Portal FGV

Galeria de Fotos

Comentários